Chile

Roteiro de 10 dias no Chile com criança

Visitamos o Chile em agosto de 2014, quando o pequeno tinha 1 ano e meio. Foi a primeira viagem internacional do nosso pequeno e também foi a nossa primeira vez no Chile. Escolhemos o Chile por ser um país super kids friendly e escolhemos agosto por ser inverno no Chile e queríamos conhecer a neve. Visitamos Santiago, Farellones, Vina del Mar e Valparaíso.


A temporada de neve no Chile inicia por muitas vezes em junho e pode seguir até setembro. Porém, é mais certo ter neve em julho e agosto. Não ficamos hospedados nas cidades nevadas, porque como o nosso pequeno era muito pequeno, ficamos receosos. Passamos apenas um dia em Farellones, que é a primeira cidadezinha na serra. Não chegamos a ir até o Vale Nevado, que é o local mais famoso.

O frio por lá ficou na média dos 10 graus, com algumas manhãs mais frias e algumas tardes mais quentes. 



Os parques de Santiago são excelentes para as crianças e os shoppings também. Fazer compras no Chile foi agradável, com lojas de roupas e brinquedos com preços bem mais baratos que o Brasil. Lá os hipermercados Jumbo e Líder (rede Walmart) se destacam. Para se ter uma ideia, compramos carrinhos hot wheels ao equivalente a R$ 3,00 e boneco Max Steels ao equivalente a R$ 15,00. Nos shoppings, cruzamos com muitas redes de fast food e poucos restaurantes.

Ficamos com carro alugado por todo o período da viagem. Alugamos o carro no próprio aeroporto. Foi ótimo pela fácil mobilidade, já que com criança pequena acabamos carregando bastante coisa. Também foi bom para evitar um pouco o frio. A viagem para Valparaíso e Vina del Mar também foram bem fáceis com o carro. Ao alugar o carro, lembre-se de já solicitar a tag do pedágio, pois no Chile há vários pedágios sem cobrança manual, apenas eletrônica.


Ficamos hospedados em Providence, bairro super legal com diversas lojas, restaurantes, comércio e ao mesmo tempo residências. Dava para ir para um shopping a pé e estávamos em frente ao Parque das Esculturas, grande área verde. Não ficamos em um hotel comum, mas sim em um apartamento. Optamos pelo apartamento porque possui cozinha completa. Como eu queria fazer a comida do meu pequeno, foi super prático para fazer vitaminas, sopa, torradas, esquentar mamadeira etc. O nosso apartamento (estúdio) tinha um quarto grande, uma cozinha, um banheiro e uma varanda grande. É bem fácil achar apartamentos para alugar no booking em Providence, há apartamentos maiores também, com mais quartos. Da nossa varanda tínhamos vista para a Cordilheira dos Andes. Reservamos o Costa Suecia Departamentos Amoblados.




No primeiro dia fomos ao mercado e compramos ingredientes para a comidinha do nosso pequeno. Levei vários potes vazios. Então fiz comidinha com frango, arroz, carne e legumes, variando bem. Só não tinha o feijão. E já congelei para ir usando no dia a dia. Já saíamos de casa com uma comidinha quentinha para ele ou pedíamos em alguma lanchonete para esquentar. Lá não é comum encontrar área do bebê nos shoppings com área de alimentação, era comum só para troca de fralda. De legumes, encontrei lá couve flor, brócolis, batata, chuchu, abobrinha e cenoura. De frutas, comprei banana, maçã e morango. Iogurte natural também foi fácil de encontrar para o pequeno. Levei algumas comidinhas industrializadas do Brasil. Lá não comprei nenhuma comida industrializada. Levei a lata de leite em pó dele do Brasil, NAN, apenas me preocupei de levar lacrada na mala, para evitar problemas. As fraldas, deixei para comprar por lá, levei poucas na mala, pois lá as fraldas são bem mais baratas.

As pracinhas infantis eram um show a parte. Todos os parquinhos, sejam em museus, parques públicos, centro da cidade eram de excelente qualidade, com brinquedos novos e diferentes do que estamos acostumados no Brasil. Até os shoppings tinham parquinhos gratuitos. Ficamos encantados com os parquinhos e o nosso pequeno curtiu muito.


Chegamos no aeroporto do Chile às 1h da manhã. Levamos mais ou menos 30 minutos até o nosso apartamento (já deixamos avisado o horário que chegaríamos). Começamos a conhecer Santiago então apenas no dia seguinte. O nosso roteiro por lá foi o seguinte:

* Para mais detalhes sobre cada dia, basta clicar no dia desejado.

Dia 10 - Fantasiland

Acabamos mudando algumas coisas neste roteiro enquanto estávamos por lá. Farellones ficou por último, já que o nosso pequeno teve febre no dia em que planejamos ir, portanto, tivemos um dia perdido. Desistimos então de ir no parque de diversões Fantasiland, pois o nosso pequeno era bem pequeno para curtir as atrações. O Centro de Santiago acabou sendo visitado em dois momentos, já que deixamos para ver a troca da guarda em um outro dia. Sempre que tínhamos tempo, visitávamos ou revisitávamos um shopping. Como estávamos com um bebê, seguimos um ritmo mais lento que costumamos fazer em viagem. Geralmente a parte da manhã ficávamos no flat para descansar.

Quem quiser conhecer o parque de diversões Fantasiland, fica na calle Beaucheff esquina com Tupper. O horário de atendimento: Sábados, domingos e feriados. 12:00 – 19:00h. Fica pertinho do Centro de Santiago e conta com uma parte dedicada aos pequenos: Kids Zone. O estacionamento é grátis. Para conferir os preços das entradas, acesse o site: https://www.fantasilandia.cl/

Nenhum comentário:

Postar um comentário