segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Cidade do México - Dia 3

Neste dia voltamos para o Bosque Chapultepec. Desta vez visitamos o Museu de Antropologia. Resolvemos chegar no museu um pouco antes das 9h, pois ficamos com medo de filas. Fomos de carro e estacionamos praticamento ao lado da entrada do museu. O valor do estacionamento foi $20 pesos por hora.

Fizemos a visita de carrinho e deixamos o pequeno com o tablet, pois assim evitamos "problemas" com o pequeno durante o passeio. Algumas exposições chamavam a atenção dele, porém havia partes no museu que ele se distraia com o tablet.



Há um espaço aberto no meio do museu, entre as salas de exposição, como uma enorme praça. Ali é possível beber água e comer. Dentro das salas é proibido. A lojinha do museu também tem diversas coisas legais e com preços também bem convidativos. Compramos um quebra-cabeça da pedra do sol bem legal por lá.


Apesar desse tipo de passeio ser um pouco cansativo para o nosso pequeno, este museu não poderia ficar de fora do nosso roteiro. Este é o principal museu da Cidade do México e abriga artefatos arqueológicos importantes das civilizações pré-colombianas. Dentre as principais salas do museu, estão as salas dedicadas aos Mayas, as culturas de Oaxaca, Teotihuacana e aos Aztecas, sala onde está o principal artefato do museu: a Pedra do Sol azteca.




Aberto de Terça a Domingo, das 9h às 19h. A entrada custa $70.00 pesos e menores de 13 anos entram de graça. O estacionamento do museu custa $20.00 pesos por hora (estacionamento do bosque ao lado do museu), mas quem quiser ir de Metrô, pode descer na estação Auditorio (Línea 7) ou na estação Chapultepec (Línea 1). O museu fica a mais ou menos 1 km de distância das estações de metrô. Fomos de carro e estacionamentos bem ao lado do museu. Como fomos cedo, não tivemos problemas para encontrar vagas. Chegamos lá por volta de 8h30.
Para mais informações sobre o Museu de Antropologia, acesse:
http://www.mna.inah.gob.mx/

Ficamos no museu por mais ou menos 3 horas e ainda faltou ver a metade do segundo andar. Desta forma, reserve parte do seu roteiro para este museu, pois dependendo do estilo de visita e do seu interesse na exposição, é possível passar o dia inteiro por lá.

Ainda no Bosque Chapultepec, fomos conhecer o Palacio de Chapultepec (vimos apenas de longe). Este castelo já foi residência do imperador mexicano Maximiliano I e sua imperatriz Carlota. O local também já foi usado como academia militar, observatório, casa presidencial e hoje funciona como o museu nacional de história. O castelo está aberto para a visitação de Terça a Domingo, das 9h às 17h. A entrada custa $51.00 pesos. Aos Domingos a entrada é gratuita. Para quem ainda quiser esticar o passeio, ao fundo do Castelo fica o Jardim Botânico da cidade. Não chegamos a entrar neste museu.

Seguimos de carro para o bairro Polanco. Estacionamos o carro no shopping Antara Fashion Hall. Esse shopping é um shopping a céu aberto com muitas lojas de grife. Polanco é um bairro nobre e sofisticado, um dos exclusivos da capital mexicana. Na avenida Presidente Masarik ficam as principais lojas de grife, como Louis Vuitton, Gucci  e Cartier.

Também tem o Shopping Center Galerias Polanco. Neste shopping tem um OliveGarden e um RedLobster, restaurantes bem famosos nos EUA. Resolvemos almoçar no Antara pela proximidade dele com o Acuario Inbursa, nossa próxima parada. Deixamos para jantar neste shopping em uma outra noite.

Depois do almoço no shopping, seguimos para o Acuario Inbursa. Esse aquário tem várias áreas temáticas com peixes, raias, tartarugas e tubarões. Há alguns tanques que é possível colocar a mão em alguns animais. Fizemos o passeio de carrinho, porém há algumas escadas rolantes. Para quem está com criança é um ótimo passeio. A entrada custou 195 pesos, mesmo valor para adulto e criança. Este valor também incluía a entrada no Laboratório, um evento que estava acontecendo em um shopping perto dali.




Em frente ao aquário há um prédio muito interessante e futurístico. Não deixe de conferir. É o Museu Soumaya, um museu de arte que só a parte externa já vale a visita. Não chegamos a entrar por falta de tempo. Se houver tempo no seu roteiro, verifique o site para saber os horários e o preço.
http://www.soumaya.com.mx/index.php/esp


A vários outros shoppings por ali, inclusive um supermercado. Aproveite para terminar a noite por Polanco.

Para quem quiser e tiver tempo no roteiro, no Bosque Chapultepeque tem o La Feria, um parque de diversões dentro do Bosque. Fica bem ao lado do museu Papalote, que deixamos para visitar um outro dia. O parque de diversões é um ótimo lugar para visitar com as crianças. Se houver tempo no seu roteiro e estiver com crianças, não deixe de incluí-lo. O parque fica entre o Paseo de la Reforma, o Circuito Interior e a Avenida Constituyentes. O Passe mágico, que custa 125 pesos por 29 atrações, é o melhor para crianças pequenas.
Não visitamos este parque por falta de tempo.
Para maiores informações, acesse:

Nenhum comentário:

Postar um comentário