quinta-feira, 29 de junho de 2017

Portugal - Dia 5 - Lisboa - Cascais

Nosso roteiro neste quinto dia na capital Portuguesa se passa em Cascais, que é uma cidade nobre localizada a beira mar. Lá a monarquia costumava passar as férias de verão e também se refugiou durante a segunda guerra mundial. Um dia por esta parte da região de Lisboa é suficiente para conhecer seus atrativos.

O trem para Cascais sai do Cais do Sodré. Na terça em que fomos o intervalo estava de 20 em 20 min. Pegamos o metrô da linha verde então até a estação Cais do Sodré e lá dentro mesmo já passamos para o Comboio (trens). Na entrada há uma máquina para comprar os bilhetes. Cascais é a zona 4, certifique-se que você está comprado o bilhete para a zona correta, caso contrário não conseguirá sair da estação Cascais. Verifique no letreiro luminoso a posição do trem (número da plataforma) e é só embarcar. No dia em que fomos não estava cheio e tivemos como viajar de carrinho de bebê sem problemas. Demorou em média 30 min. A estação Cascais é a última estação, portanto, não há como se perder.

Chegando na estação, logo ao lado você verá o shopping Villa Cascais, que tem uma praça de alimentação simples, mas satisfatória, e um supermercado Pingo Doce (onde compramos água, iogurte e morangos). Seguindo para a direção contrária ao shopping, em direção ao mar, você encontrará o calçadão de Cascais, antiga Rua Direita. Área super famosa pelas lojinhas e restaurantes. Logo no início do caminho passará perto da sorveteria Santini, bem famosa e antiga na região. Descendo em direção ao mar encontrará a Praia da Rainha, pequena e charmosa.


Aproveite o calçadão para caminhar e conhecer a área. Depois siga para o largo de Camões, com mais restaurantes. Siga até a praia novamente. Depois seguindo a orla você chegará até a Citadela, uma área murada, estilo um forte. Não há nada demais lá dentro: um restaurante e algumas galerias modernas de arte. Deixamos o pequeno correr um pouco por ali e continuamos seguindo a orla.




Depois de andar uns 10 minutos na orla, chegamos na Boca do Inferno. Que é uma área rochosa com um buraco no paredão, em que batem as ondas. Um lugar é super bonito.



Voltando pela orla até a Citadela novamente, seguimos para o parque, que é uma enorme área verde. Lá há galinhas e pontinhos soltos, banheiros, ares de piqueniques, parquinho para os bem pequenos, parquinho para as crianças maiores etc.



Nenhum comentário:

Postar um comentário