terça-feira, 16 de agosto de 2016

Colômbia - Cartagena - Dia 2

Como já foi dito anteriormente, o calor em Cartagena é bem forte. Mesmo morando no Rio de Janeiro, me arrisco a dizer que nunca senti um calor tão grande. Quando saí do hotel às 10h da manhã verifiquei a temperatura pela internet e vi a informação de 31 graus, mas a sensação térmica deveria ser muito maior que isso. Então vamos lá, chapéus, muito protetor solar e água.

Pegamos um táxi perto do hotel e seguimos para o Cerro de La Popa, que é a parte mais alta de Cartagena. A princípio não estava no meu roteiro, mas resolvermos dar uma passada lá para ver a vista da cidade. Em seu topo há uma bela igreja e um convento colonial. O taxista nos cobrou a princípio 50000 pesos, e depois de uma pequena negociação, nos cobrou 40000 pesos para nos levar ao Cerro de La Popa, nos aguardar 30 minutos e depois nos levar para o Castelo de San Felipe de Barajas.

Chegando no Cerro de La Popa, seguimos para ver a vista da cidade e tirar fotos. Não entramos na área da igreja. Para entrar, o ingresso do adulto custava 10000 pesos e o infantil 8000 pesos. Apenas vimos a igreja pelas grades.



Depois das fotos, voltamos para o táxi e seguimos para o Castelo de San Felipe de Barajas. Na verdade não é um castelo, e sim uma fortaleza. O início desta construção foi datado em 1536 e é uma das maiores fortalezas construídas pelas espanhóis em suas colônias. O ingresso custou 25000 pesos para os adultos. Até 6 anos a entrada é gratuita. Você pode contratar o audiobook ou guia turístico para o seu passeio. A fortaleza é bem grande. Reserve umas duas horas para visitá-la, podendo parar de vez em quando para descansar. O pequeno curtiu ver os canhões e correr pelos túneis. Pena que eu não levei a lanterna. Não esqueça o chapéu, protetor solar e água para este passeio.





Os problemas desta visita foram o sol, o sol e muito sol. Estava um calor insuportável. A gente caminhava um pouco e corria para uma sombra para descansar. Os túneis ajudaram bastante a fugir do sol. Reaplicamos o protetor solar para ter certeza que estaríamos protegidos, pois era possível sentir a pele queimando.

Não fizemos este passeio de carrinho de bebê, mas seria possível. Inclusive vi várias crianças de carrinho por lá. Há algumas escadas, mas nada que não dê para dar um jeitinho. Tem uma lojinha de lembranças por lá também. A vista é bem bonita, não era tão alto como no Cerro de La Popa, mas também há uma vista bem legal. Inclusive depois achamos desnecessários ter ido até o Cerro apenas pela vista. A fortaleza serve então como um mirante de 360 graus,

Depois de visitar a fortaleza, seguimos para um shopping que fica praticamente em frente a fortaleza. Saímos então seguindo para o lado direito, ao sair do local. O shopping não é pequeno e a praça de alimentação tem bastante opções. O parquinho deste shopping também é bem legal. O pequeno adorou. Almoçamos por lá. O shopping, no meio deste calor todo, foi um paraíso com o seu ar condicionado. E durante o nosso almoço, choveu.

A ideia era para, depois do almoço, visitar a cidade amuralhada, seguindo dali a pé para lá. Entretanto tivemos que deixar para o outro dia, pois o pequeno teve febre. Acreditamos ser por insolação. Retornamos então mais cedo para o hotel e deixamos a cidade amuralhada para o dia seguinte.

Jantamos no shopping Plaza Bocagrande, na rua da praia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário